domingo, 3 de junho de 2012

* HISTÓRIAS E FOTOS. TODA BELEZA E O ROMANTISMO DOS TRENS EM MINAS AGORA EM UM ÚNICO LUGAR.


Locomotiva a Vapor N° 7 reconstruída por ferroviários biquenses, hoje exposta no Museu Ferroviário de Juiz de Fora.
Belíssima ponte de ferro no ramal de Mar de Espanha.
Estação de Aracaty, na área rural de Cataguases, local onde foi gravado o filme "Meu pé de laranja lima".

Há algum tempo venho me dedicando a resgatar parte da história da antiga EFL - Estrada de Ferro Leopoldina, em Bicas e por onde ela passou na Zona da Mata mineira. Iniciei este trabalho de forma despretensiosa, mas confesso que na medida em que ia avançando nas incursões fotográficas pelo interior das Minas Gerais procurando e registrando fotos de estações, pontes, pontilhões, casas de turma, ruínas e antigos leitos de ferrovia, fui me apaixonando e me encantando cada vez mais pelo trabalho, batendo aquela vontade de viajar todo o dia em busca destes verdadeiros tesouros que a estupidez de antigos governantes deixou abandonado.
Grandes descobertas e gratas surpresas, como o belíssimo trabalho de preservação da memória ferroviária que vem sendo realizado pela prefeitura de Cataguases, onde todas as estações localizadas em terras do município passaram por completa reforma, todas muito bonitas e bem preservadas.
Já tive a oportunidade de conhecer todas elas, mas destaco uma destas estações em especial, Aracaty, onde foram gravadas belas cenas do filme “Meu pé de laranja lima”.
Pontes belíssimas como a de Mar de Espanha, de Aracaty, de Furtado de Campos (famosa pelo acidente ocorrido perto dela na década de 60) e a de Roça Grande.
Conhecer também a terra de Ataulfo Alves, a cidade de Mirahy, que também possui um belo acervo cultural em homenagem ao seu cidadão ilustre.
Obras de arte como as pinturas de Alves no Museu Ferroviário de Bicas e um belíssimo painel pintado em muro de rua na cidade de Rio Novo de autoria de Braz, tão real que o trem parece poder sair dali a qualquer momento e que pela sua beleza e encantamento, virou o rótulo do site.
Serras como a de Bicas para Rochedo de Minas, ou a de Furtado de Campos para Recreio.
Estações perdidas no meio do nada, verdadeiros monumentos abandonados pela zona rural da região como Uricana, Estevão Pinto, Sinimbú, Glória.
Preservação da memória ferroviária através de museus como o belíssimo Museu Ferroviário de Juiz de Fora e o de Bicas, além do maravilhoso complexo cultural em que se transformou a Estação de Cataguases, que também homenageia sua "filha" de sucesso Eva Nil, primeira atriz do cinema brasileiro com sucesso internacional.
Comunidades como Sereno, Diamante de Ubá, Furtado de Campos e Vista Alegre, além de Aracaty, é claro.
Enfim, o melhor de tudo, a oportunidade de conversar com pessoas que conheceram o romantismo dos trens e sua importância para a vida de todos e para toda a região.
E o trabalho está só começando, tem muita estação para visitar! A cada nova aventura, novas e deslumbrantes descobertas de cenários maravilhosos que estão sendo documentados e apresentados no blog www.otremexpresso.blogspot.com.br
.
O pontilhão compõe belo cenário na chegada a Roça Grande.
Em Furtado de Campos, na companhia do ferroviário Edson Nogueira. Muitas histórias...
O antigo leito da ferrovia transformado pela natureza num dos mais belos cenários.
Modelo exposto no Museu Ferroviário de Juiz de Fora.
Acima e abaixo, bela ponte de ferro da antiga EFL entre Vista Alegre e Aracaty ainda em uso pela FCA, que transporta bauxita para o Estado do Rio de Janeiro.
Onde a ferrovia deixou de passar, belos cenários.
Bela ponte de ferro em Guarani, hoje em uso rodoviário.
Agência ferroviária preservada em toda sua originalidade, no Museu Ferroviário de Juiz de Fora.
Acima e abaixo, ponte na divisa de Rio Novo (Furtado de Campos) e São João Nepomuceno, cenário de um dos mais famosos acidentes ferroviários de nossa região na década de 40.
Caminhos... Antigo leito da ferrovia entre Furtado de Campos e Tupi.
Estação Aracaty, na área rural de Cataguases.
Cenários... Leito ainda preservado, entre Diamante de Ubá e Sobral Pinto.
Acima e abaixo, a bela Estação de Cataguases, um maravilhoso centro cultural da cidade.
Entre tantas e belas surpresas, esta pintura do artista Braz, de Rio Novo, em muro de rua. De tão bela, virou o rótulo do blog.
 .

2 comentários:

  1. Olá amigos deste Blog, encontrei por acaso e me deparei com belas fotos de maquinários da ferrovia, tenho uma admiração por isso, meu pai era funcionário da RFSSA, hoje aposentado. Eu, precisaria saber se é possível que me autorizem fotos de voçês para postagem no Site que escrevo em homenagem ao meu velho pai, faços postagens do "Meu Recanto" onde nasci, que se chama Sitio Patos, é o primeiro que se destaca no Google. Estarei no aguardo, no final de cada tópico do que escrevo há um espaço para comentários, se isso for possível, ou me mandem no E-mail:raigviana@sitiopatos.com.br. Me chamo Raimundo Geraldo Viana. Grato, fiquem com Deus.

    ResponderExcluir
  2. Caro Raimundo Geraldo Viana,

    Fique à vontade em copiar as fotos para o seu blog. O que peço sempre aos amigos que nos acompanham é que lembrem-se sempre de citar a fonte, seja as de minha autoria ou das de terceiros que também publico citando a fonte.
    Será um grande prazer ver minhas fotos em seu blog, principalmente quando se tem por objetivo homenagear os Pais, como no seu caso.

    Atenciosamente,
    Amarildo Mayrink.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...