sexta-feira, 8 de junho de 2012

* COM O APOIO DOS "AMIGOS DO TREM" E DO "DNIT", A "DONDOCA" ESTÁ VOLTANDO PARA CASA.

A Dondoca trazendo a reboque uma locomotiva a vapor no pátio das oficinas de Bicas.
Belíssima miniatura da Dondoca, obra de arte do ajustador ferroviário Octacílio José Moreira "in memoriam".
.
Sempre que conversamos com algum ferroviário biquense e perguntamos qual a imagem ou fato que mais o marcou, a grande lembrança, um aparece sempre encabeçando a lista de grandes recordações: a Locomotiva Dondoca!
E por que isso?
Trata-se de uma locomotiva que foi projetada, idealizada e construída nas oficinas de Bicas por ferroviários biquenses no ano de 1975 para realizar manobras no pátio da oficina, deslocando vagões e outras locomotivas. Sua “viagem” inaugural foi motivo de grande comemoração para todos que participaram de sua construção, enchendo de orgulho uma grande geração de ferroviários, paixão materializada em miniatura nas mãos do ajustador ferroviário e grande artista Octacílio José Moreira, "in memoriam", que pode ser vista nas fotos.
Passado alguns anos, veio o declínio da ferrovia em todo o Brasil, quando antigos (des)governantes, lá pelas décadas de 70 e 80, na contramão do mundo fecharam oficinas e encerraram definitivamente a operação do transporte de passageiros na maioria das ferrovias brasileiras. Entre elas o ramal da Leopoldina, na Zona da Mata mineira,
A partir daí, deu-se início a um desmanche irresponsável e desvairado do patrimônio público. De Bicas levaram tudo o que tinha de maior valor. O que ficou, ou foi destruído ou foi se desmanchando e apodrecendo com a ação do tempo.
A locomotiva Dondoca não escapou deste triste destino. Antes, porém passou por vários lugares até chegar a um dos locais hoje conhecidos como “cemitérios de trens” do Brasil, localizado no Rio de Janeiro. Mas tudo isso faz parte de um passado que precisa ser superado.
Agora, graças a uma grande articulação que iniciei através do site otremexpresso.webnode.com.br, à sensibilidade do DNIT - Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes em valorizar projetos de preservação da memória ferroviária, à fundamental parceria e disposição da OSCIP Amigos do Trem, ONG - Movimento Nacional sediada em Juiz de Fora, que também tem como principais bandeiras a preservação da memória ferroviária e a volta dos trens de passageiros em nossa região, estamos bem próximos de realizar um dos maiores sonhos da categoria ferrroviária biquense: A volta da locomotiva “Dondoca”.
Confesso que ao criar o site otremexpresso.webnode.com.br não imaginava que tão grandes horizontes fossem abertos. Novas amizades e a condição de voltar a sonhar com a volta dos trens a Bicas, quem sabe um trem turístico explorando a serra de Bicas para Rochedo de Minas. Muitos dirão: isso é um sonho impossível de realizar!
Hoje, o sonho da volta da Dondoca para Bicas está se tornando realidade.
É preciso sonhar, gente! 
Nestas fotos, a Dondoca abandonada no "cemitério de trens" do Rio de Janeiro e sua "certidão de nascimento" destacada na placa.
Mais três fotos da obra de arte de Octacílio José Moreira, uma miniatura da Dondoca.
 .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...