segunda-feira, 14 de maio de 2012

* NA FÓRMULA 1, MALDONADO VENCE. E O BRASIL?



É sempre muito bom vermos um novo piloto vencer pela primeira vez na Fórmula 1. Melhor ainda quando se trata de um piloto sul americano. Ontem foi a vez de a Venezuela escrever seu nome no rol dos países vencedores na principal categoria do automobilismo mundial.
Pastor Maldonado fez uma corrida digna dos maiores e mais experientes pilotos, suportando toda a pressão de liderar a maior parte da corrida tendo Fernando Alonso no seu encalço. Venceu como “gente grande”! O que dizer dos brasileiros? Bem, prefiro não escrever nada para não correr o risco de ser injusto.
Mas uma coisa é certa: já passou da hora de acontecer uma grande reformulação no automobilismo brasileiro. Lembro-me do sucesso e da organização de nossas categorias de base na década de setenta e oitenta como o kart, a Fórmula 3 e a Fórmula Ford, que promoveram grandes nomes para o automobilismo mundial. Época em que o automobilismo estava muito mais próximo da torcida. Delas saíram Emerson, Pace, Piquet, Moreno, Senna, Gugelmin, Barrichello e muitos outros que fizeram sucesso na Fórmula 1, transformando o Brasil numa grande potência do automobilismo mundial. Qual a perspectiva? Será que elitizaram demais o esporte no Brasil?
Hoje, nós brasileiros só tomamos conhecimento de alguns novos talentos quando eles, de repente, de uma hora para a outra, aparecem numa categoria internacional sem que nós mesmos os conheçamos, sem aquele salutar vínculo de patriotismo que víamos antigamente. Prova de que alguma coisa está errada. 
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...