sexta-feira, 10 de agosto de 2012

* MAIS UMA GRANDE CONQUISTA: PROJETO DOS ALUNOS DE BICAS FOI SELECIONADO E A ALUNA PAMELA PARTICIPARÁ DO VI PARLAMENTO JOVEM BRASILEIRO, EM BRASÍLIA.


Hoje recebi uma grande notícia com a alegria que só a verdadeira e despretensiosa amizade pode proporcionar: Pela segunda vez, uma aluna da Escola Estadual Deputado Oliveira Souza irá participar do Parlamento Jovem Brasileiro – PJB, agora na sua VI edição, que será realizado na Câmara dos Deputados, em Brasília, de 24 a 28 de setembro deste ano.
Na primeira vez que participamos deste concurso em 2009, nosso projeto foi selecionado e a aluna Priscila foi escolhida para defender a proposta em Brasília. Nesta segunda oportunidade, mais uma vez conquistamos a vaga com a aluna Pamela Lazarini Candido Guarnieri, que irá representar a Escola, nossa cidade e o estado de Minas Gerais em Brasília participando de uma jornada parlamentar na Câmara dos Deputados. Mérito também para o maravilhoso grupo de estudantes Danilo, Bianca, Otávio e Júlio que, junto com Pamela elaboraram uma proposta sensacional onde, como sempre, os auxiliei nas questões de técnica legislativa dando total liberdade criativa aos estudantes.
Agradeço de coração ao convite da Diretora da Escola Estadual Deputado Oliveira Souza Rita de Cássia Alhadas Leite pela oportunidade de celebrar mais uma parceria vitoriosa com a Escola. Momentos como este me enchem de alegria e de orgulho, aquele orgulho gostoso que nos mostra que vale a pena apostar e investir na amizade verdadeira e principalmente “apostar na juventude em qualquer circunstância”. Por isso, agradeço também aos alunos pela excelente oportunidade de ensinar “um pouquinho” e “aprender muito”.
A Pamela, desejo uma bela e proveitosa viagem. Parabéns a todos!  
.
Desta turma maravilhosa, saiu um grande projeto que a aluna Pamela (primeira à esquerda) defenderá em Brasília no mês de setembro.
 .
Para quem ainda não viu, vale relembrar o Tema, a proposta escolhida e a Justificativa.
O Tema escolhido foi "MEIO AMBIENTE E TURISMO", consistindo “no desenvolvimento a nível Nacional de Programa de Ações de preservação e proteção do Meio Ambiente em todas as modalidades de exploração de recursos turísticos naturais, arquitetônicos, esportivos, culturais e artísticos, através de atividades a serem desenvolvidas com o objetivo de estimular, educar e conscientizar todos os usuários dos recursos turísticos em todas as suas modalidades e expressões no Território Nacional a preservar e proteger o Meio Ambiente, sempre adequada à fonte turística explorada nas modalidades:
I - Naturais, como parques, serras, reservas ecológicas e similares, praias, balneários e demais áreas de recursos hídricos com fins turísticos; 
II - Culturais e Artísticas, como patrimônios culturais, eventos musicais e artísticos em área aberta ou fechada, cinema, teatro e demais eventos de expressão artística, convenções e festas típicas;  
III – Arquitetônicas, como monumentos e patrimônios arquitetônicos, prédios e logradouros tombados pelo Patrimônio Histórico; 
 IV - Eventos Esportivos, como estádios, ginásios poliesportivos, autódromos, arenas e piscinas olímpicas.”
.
A seguir, a justificativa do Projeto de Lei dos estudantes biquenses:
“Como justificativa para a elaboração deste Projeto de Lei, trazemos os seguintes questionamentos: O meio ambiente é tão importante. Precisamos tanto dele.
- Então porque o estamos destruindo?
- Por que só nos importamos com o tema quando enfrentamos situações críticas - em especial, desastres ambientais e catástrofes proporcionadas pela reação da natureza - graças justamente a todo o tipo de degradação e de agressão ao meio ambiente?
- Será que é realmente necessário para o ser humano passar por estas situações para prestarmos mais atenção e refletirmos sobre o tema?
- Existem tantas áreas destinadas à preservação do meio ambiente, citando como exemplo os parques nacionais, mas será que só isso basta?
- Será possível darmos um sinal de alerta realizando ações concretas e campanhas de preservação ambiental agregadas a todas as fontes de exploração de recursos turísticos no Brasil?
Quando começamos a elaborar o projeto de lei, pensamos no cenário nacional atual, onde teremos pela frente grandes eventos esportivos como Copa do Mundo e Olimpíadas, sem contar os eventos secundários e paralelos a estes, todos de vulto internacional, fortalecendo o turismo no Brasil.
Com estes eventos acontecendo, conseqüentemente nosso País receberá muitos turistas estrangeiros que, além de participar dos eventos, aproveitarão a oportunidade para conhecer melhor as belezas e encantos naturais, arquitetônicos e culturais do Brasil.
Turismo significa a oportunidade de atrair pessoas. Atrair pessoas significa a oportunidade de explorar um maravilhoso campo para a conscientização de todos da importância de se preservar o meio ambiente.
Nestes termos, esta Lei vem de encontro ao anseio mundial que é a preservação do meio ambiente, tema que há bom tempo vem monopolizando a atenção de todos.
Resolvemos então unir os dois temas: Turismo e Meio Ambiente, temas centrais deste Projeto de Lei que visa desenvolver em todos os espaços e recursos turísticos naturais, culturais e artísticos, arquitetônicos e no campo esportivo, programa de ações que contribuam efetivamente para a defesa do meio ambiente, seja no campo de ações concretas ou educativas visando conscientizar a todos os turistas – brasileiros e estrangeiros e a toda a população em geral.
O objetivo central é proporcionar melhor aproveitamento dos recursos turísticos, tanto naturais quanto culturais. As cidades continuarão a colher os benefícios proporcionados pela exploração ordenada e ecologicamente correta de seus pontos turísticos através de campanhas e ações que incentivem as pessoas a não degradarem o meio ambiente. Gestos simples como regulamentar a ocupação das praças e jardins, onde hoje percebemos as mesmas sendo tomadas pela invasão desordenada de mesas e cadeiras de bares e restaurantes invadindo espaços turísticos de lazer e de preservação do meio ambiente. Não entendem que além de prejudicar o meio ambiente, correm o sério risco de destruir justamente aquela fonte de turismo que eles mesmos exploram e se beneficiam. Este é um dos objetivos da Lei: propiciar a orientação e regulamentação para a preservação de todos os espaços turísticos em todas as suas expressões, buscando uma exploração turística sempre agregada à preservação do meio ambiente.
Não temos dúvida de que, no campo do turismo, existam muitas formas de se levar a todos uma mensagem que sensibilize as pessoas, que acrescente na vida de todas elas o desejo de defender e preservar o meio ambiente.
Se esta lei for aprovada, penso que, além do grande avanço de nosso País na defesa do meio ambiente, ela servirá também de exemplo para aqueles países que ainda não possuem leis e programas de tamanha abrangência relacionados à questão da preservação ambiental.
Fica claro que é possível e extremamente viável realizar programas, campanhas e ações de defesa do meio ambiente associada a todas as fontes de recursos turísticos existentes em nosso País, e os eventos de grande porte que acontecerão no Brasil nos próximos anos serão momentos ímpares, a grande oportunidade de enfatizar a importância da participação de todos na defesa do meio ambiente.” Conclui a justificativa.

Um comentário:

  1. Que legal ! É um alento perceber que as novas gerações estão atentas à preservação do nosso planeta, buscando ações possíveis, influenciando os governantes. A Escola levanta as questões e busca colaboradores, como você, para ajudá-la nesta tarefa da verdadeira Educação!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...