quinta-feira, 14 de setembro de 2017

GRANDE OPORTUNIDADE DE RESGATAR A IMPORTÂNCIA HISTÓRICA DA FERROVIA EM BICAS.


Trilhos e antigos dormentes de aço temos aqui mesmo em Bicas. Trata-se do material utilizado na contenção de um barranco localizado no final da Rua Nilson Batista Vieira, já próximo à Reta (Rua Gov. Valadares), em frente à Escola Amarelinha.



Após conseguir junto à prefeitura municipal de Bicas que desistissem de retirar o monumento em homenagem aos ferroviários biquenses localizado na cabeceira de nossa antiga Estação Ferroviária, obra de arte do Mestre Ataíde datada de 1969, venho apresentar também uma real alternativa de resgate da histórica vocação ferroviária de nossa cidade.
Trata-se de um VAGÃO PRANCHA, veículo ferroviário que se encontra em total estado de abandono na praça de esportes do Parque dos Ferroviários.
O vagão poderia ser içado, trazendo para baixo do mesmo um dos rodeiros que se encontra deslocado - mas bem próximo do vagão - colocando-os sobre trilhos e dormentes, podendo ser utilizado inclusive como palco de apresentações no parque dos ferroviários. 
O mesmo poderia permanecer onde está, sendo utilizado tanto para eventos culturais no parque quanto para os eventos no campo de futebol, ou ser realocado em destaque para a área central do parque como monumento histórico e palco de shows e demais apresentações culturais.
Já havia apresentado esta proposta em outras administrações e vejo que é perfeitamente viável hoje, especialmente quando percebo o desejo de realizar um trabalho de resgate de nossa história.
E posso afirmar que todos os recursos e materiais necessários para a realização de um belo trabalho de preservação estão aqui em nossa cidade!
Vejamos:
- O vagão e seus rodeiros já estão no parque;
- Trilhos e dormentes temos aqui mesmo em Bicas, destacando que os dormentes ainda são os antigos dormentes de aço. Trata-se do material utilizado na contenção de um barranco localizado no final da Rua Nilson Batista Vieira, já próximo à Reta (Rua Gov. Valadares), em frente à Escola Amarelinha. Temos ali trilhos e dormentes mais que suficientes para a execução do projeto, cabendo à prefeitura realizar uma obra de contenção em alvenaria substituindo a que lá está.
Gostaria de contar também com o apoio de todos os biquenses (presentes e ausentes), especialmente dos ferroviários e de seus familiares.
Conto também com a mesma sensibilidade daqueles que me ouviram em relação ao monumento do Mestre Ataíde e desde já me coloco à disposição para auxiliar na elaboração do projeto.









4 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...